A História de Deus no Brasil

05/02/2013 10:43

 

Título: A História de Deus no Brasil

Fonte: Conselho Apostólico Brasileito

Extraído do site: www.conselhoapostolico.com.br


22 de Abril de 1500 – Descobrimento do Brasil


Trechos da Carta, de Pero Vaz de Caminha ao Rei de Portugal


...Senhor, posto que o Capitão-mor desta Vossa frota, e assim os outros capitães escrevam a Vossa Alteza a notícia do achamento desta Vossa terra nova, que se agora nesta navegação achou, não deixarei de também dar disso minha conta a Vossa Alteza, assim como eu melhor puder, ainda que -- para o bem contar e falar -- o saiba pior que todos fazer!


Todavia tome Vossa Alteza minha ignorância por boa vontade, a qual bem certo creia que, para aformosentar nem afear, aqui não há de pôr mais do que aquilo que vi e me pareceu.


Da marinhagem e das singraduras do caminho não darei aqui conta a Vossa Alteza -- porque o não saberei fazer -- e os pilotos devem ter este cuidado.


E portanto, Senhor, do que hei de falar começo:


E digo quê:


A partida de Belém foi -- como Vossa Alteza sabe, segunda-feira 9 de março. E sábado, 14 do dito mês, entre as 8 e 9 horas, nos achamos entre as Canárias, mais perto da Grande Canária. E ali andamos todo aquele dia em calma, à vista delas, obra de três a quatro léguas. E domingo, 22 do dito mês, às dez horas mais ou menos, houvemos vista das ilhas de Cabo Verde, a saber da ilha de São Nicolau, segundo o dito de Pero Escolar, piloto...


Ao domingo de Pascoela pela manhã, determinou o Capitão ir ouvir missa e sermão naquele ilhéu. E mandou a todos os capitães que se arranjassem nos batéis e fossem com ele. E assim foi feito. Mandou armar um pavilhão naquele ilhéu, e dentro levantar um altar mui bem arranjado. E ali com todos nós outros fez dizer missa, a qual disse o padre frei Henrique, em voz entoada, e oficiada com aquela mesma voz pelos outros padres e sacerdotes que todos assistiram, a qual missa, segundo meu parecer, foi ouvida por todos com muito prazer e devoção.


Ali estava com o Capitão a bandeira de Cristo, com que saíra de Belém, a qual esteve sempre bem alta, da parte do Evangelho.


Acabada a missa, desvestiu-se o padre e subiu a uma cadeira alta; e nós todos lançados por essa areia. E pregou uma solene e proveitosa pregação, da história evangélica; e no fim tratou da nossa vida, e do achamento desta terra, referindo-se à Cruz, sob cuja obediência viemos, que veio muito a propósito, e fez muita devoção...


E hoje que é sexta-feira, primeiro dia de maio, pela manhã, saímos em terra com nossa bandeira; e fomos desembarcar acima do rio, contra o sul onde nos pareceu que seria melhor arvorar a cruz, para melhor ser vista. E ali marcou o Capitão o sítio onde haviam de fazer a cova para a fincar. E enquanto a iam abrindo, ele com todos nós outros fomos pela cruz, rio abaixo onde ela estava. E com os religiosos e sacerdotes que cantavam, à frente, fomos trazendo-a dali, a modo de procissão. Eram já aí quantidade deles, uns setenta ou oitenta; e quando nos assim viram chegar, alguns se foram meter debaixo dela, ajudar-nos. Passamos o rio, ao longo da praia; e fomos colocá-la onde havia de ficar, que será obra de dois tiros de besta do rio. Andando-se ali nisto, viriam bem cento cinqüenta, ou mais. Plantada a cruz, com as armas e a divisa de Vossa Alteza, que primeiro lhe haviam pregado, armaram altar ao pé dela. Ali disse missa o padre frei Henrique, a qual foi cantada e oficiada por esses já ditos. Ali estiveram conosco, a ela, perto de cinqüenta ou sessenta deles, assentados todos de joelho assim como nós. E quando se veio ao Evangelho, que nos erguemos todos em pé, com as mãos levantadas, eles se levantaram conosco, e alçaram as mãos, estando assim até se chegar ao fim; e então tornaram-se a assentar, como nós. E quando levantaram a Deus, que nos pusemos de joelhos, eles se puseram assim como nós estávamos, com as mãos levantadas, e em tal maneira sossegados que certifico a Vossa Alteza que nos fez muita devoção.


Estiveram assim conosco até acabada a comunhão; e depois da comunhão, comungaram esses religiosos e sacerdotes; e o Capitão com alguns de nós outros. E alguns deles, por o Sol ser grande, levantaram-se enquanto estávamos comungando, e outros estiveram e ficaram. Um deles, homem de cinqüenta ou cinqüenta e cinco anos, se conservou ali com aqueles que ficaram. Esse, enquanto assim estávamos, juntava aqueles que ali tinham ficado, e ainda chamava outros. E andando assim entre eles, falando-lhes, acenou com o dedo para o altar, e depois mostrou com o dedo para o céu, como se lhes dissesse alguma coisa de bem; e nós assim o tomamos!


Acabada a missa, tirou o padre a vestimenta de cima, e ficou na alva; e assim se subiu, junto ao altar, em uma cadeira; e ali nos pregou o Evangelho e dos Apóstolos cujo é o dia, tratando no fim da pregação desse vosso prosseguimento tão santo e virtuoso, que nos causou mais devoção...


...Até agora não pudemos saber se há ouro ou prata nela, ou outra coisa de metal, ou ferro; nem lha vimos. Contudo a terra em si é de muito bons ares frescos e temperados como os de Entre-Douro-e-Minho, porque neste tempo d'agora assim os achávamos como os de lá. Águas são muitas; infinitas. Em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo; por causa das águas que tem!


Contudo, o melhor fruto que dela se pode tirar parece-me que será salvar esta gente. E esta deve ser a principal semente que Vossa Alteza em ela deve lançar. E que não houvesse mais do que ter Vossa Alteza aqui esta pousada para essa navegação de Calicute bastava. Quanto mais, disposição para se nela cumprir e fazer o que Vossa Alteza tanto deseja, a saber, acrescentamento da nossa fé! ...


Beijo as mãos de Vossa Alteza. Deste Porto Seguro, da Vossa Ilha de Vera Cruz, hoje, sexta-feira, primeiro dia de maio de 1500. Pero Vaz de Caminha.


1517 – 31/10 – Martinho Lutero prega as 95 teses que deram início à Reforma Protestante.


1557- 10/03 - Na Ilha de Villegaignon, atual Baia de Guanabara, Cidade do Rio de Janeiro, Nicolas Durand Villeganignon, que estudara com Calvino, idealizou estabelecer uma colônia para os fugitivos das perseguições europeias, da inquisição católica, juntamente com Jean de Lary, Pierre Richier e Felipe de Corguillenay (Senhor Dupont) e realizam o primeiro culto evangélico no Brasil ao Nosso Deus.


PALAVRAS DE VILLEGAINGNON

“Meus filhos (pois quero ser vosso pai), assim como Jesus Cristo neste mundo nada fez para Si, e tudo fez por nós, assim também eu (esperando que Deus me conserve a vida até que nos fortifiquemos neste país e possais dispensar-me), tudo quanto pretendo fazer aqui é para todos aqueles que vêm ao mesmo fim que vós viestes. Delibero constituir aqui um refúgio para os pobres fiéis que forem perseguidos em França, Espanha e em outra qualquer parte de além-mar, afim de que, sem temor do rei, nem do imperador, ou de outras potestades, possam servir a Deus com pureza, conforme a Sua Vontade.


Proferidas estas palavras, reunindo-se todos numa sala que havia no meio da Ilha e, depois que Pierre Richier invocou a Presença do Divino Espirito Santo, cantou-se o Salmo quinto, do qual reproduzimos a tradução em poesia portuguesa feita pelo muito ilustre poeta Padre Caldas:


 

"Minhas palavras atende,

Ó Senhor, e a meus gemidos

Inclina os Teus ouvidos;

Ó meu Deus, meu Soberano,

À minha oração Te rende;..."

 


Após este cântico, Richier fez um eloquente sermão, tomando por suas as seguintes palavras, segundo a excelente tradução do Ex-Padre Santos Saraiva:


"Uma coisa tenho pedido a JEHOVAH a qual eu buscarei; que assista eu na casa de JEHOVAH, todos os dias da minha vida, para de JEHOVAH contemplar o esplendor, e recrear-me em Seu Templo." Salmo 27:4


Durante a prédica, Villegaignon não cessava de juntar as mãos, levantar os olhos para o céu, dar altos suspiros e fazer vários gestos que a todos causavam admiração. Para o venerando Richier, Villegaignon era um novo Paulo!


O almirante ordenou que em toda as noites, se realizasse o serviço divino. Aos domingos, houvesse culto e pregação do Santo Evangelho, duas vezes e os sacramentos fossem administrados conforme a pura Palavra de Deus.


1630 – Os holandeses conquistam Pernambuco, dominando, por 24 anos, 14 capitanias no nordeste brasileiro. Eram calvinistas e, com a chegada de Maurício de Nassau, implantaram a estrutura religiosa calvinista. Até 1654 foram organizadas 24 igrejas e congregações. Nesta época os judeus sefaraditas que fugiam da inquisição portuguesa e acharam lugar na Holanda, vieram aos milhares para o Brasil e fundaram a primeira Sinagoga do Brasil. Foram os holandeses, infelizmente, relativamente tolerantes com os católicos e acabaram também por adotar a escravatura. A experiência terminou com a derrota holandesa.


1654 – 1816 – Mais de 150 anos de céus fechados sobre a Colônia Portuguesa.


1816 – Nasceu a Igreja Anglicana – O primeiro capelão chega ao Brasil, na cidade do Rio de Janeiro. Roberto C. Crane. Em 26 de Maio de 1822 é fundada a 1ª Igreja.


1824 – Nasce a Igreja Luterana – A imigração alemã chega ao Brasil e os primeiros luteranos vindos da Alemanha para a Região Sul, mais precisamente em São Leopoldo, RS e Blumenau, SC.


1835 – Chega ao Brasil o jovem pastor F. Pitts, enviado pela Conferência Geral da Igreja Metodista Episcopal dos EUA. Iniciou assim a propaganda explícita do protestantismo no Brasil. Destacou-se, entre outros, o pastor Daniel Kidder que, preocupado com o alcoolismo reinante, promoveu a fundação de Sociedades de Temperança. Um dos projetos dos metodistas era a propagação da Bíblia. Isse recebeu inclusive a colaboração de sacerdotes católicos.


1855 – Chegada de Robert Reid Kalley (Congregacional), no Rio de Janeiro e em 1858 nasce a 1ª Igreja Congregacional de fala portuguesa no Brasil.


1858 – Nasce a 1ª Igreja Presbiteriana do Brasil através do primeiro missionário presbiteriano a chegar no Brasil; Ashbel Green Simonton. A missão protestante teve continuidade em 1859, com a chegada de pastores da Igreja Presbiteriana. Dentre eles, cita-se A. Blackford e o grande colaborador que foi o ex-padre paulista José Manuel da Conceição, primeiro pastor presbiteriano brasileiro. Conceição retornou às paróquias onde tinha trabalhoado, nelas agora instalando comunidades evangélicas. Naqueles dias, o único matrimônio reconhecido era o católico, deste modo, os filhos permaneciam ilegítimos e os casais amasiados. Só com o Decreto 1144, de 1863, concedeu-se aos ministros evangélicos o direito de celebrar o matrimônio com efeitos legais.


1864 – Nasce o primeiro jornal evangélico do Brasil “Imprensa Evangélica”, fundado por Ashbel G. Simonton.


1865 – Na Igreja Presbiteriana do Brasil, José Manoel da Conceição, ex-padre, é consagrado como o primeiro pastor brasileiro.


1867 – Em agosto o Missionário Junius Estaham Newman (americano), chega ao Brasil e inicialmente é radicado na cidade do Rio de Janeiro, é um dos pioneiros na obra metodista permanente no Brasil, e então é enviado por esta igreja para a cidade de Saltinho, próximo a Santa Bárbara d´Oeste, SP.


1871 – Nasce a 1ª Igreja Metodista do Brasil organizada pelo Reverendo Newman, com nove membros, em Saltinho no interior de São Paulo.


1882 – Willian Buck Bagby e Antonio Teixeira de Albuquerque fundam a primeira Igreja Batista do Brasil.


1893 – Nasce a 1ª Igreja Adventista do Sétimo Dia, através do Missionário Albert B. Stauffer.


1903 – Há um cisma na Igreja Presbiteriana e surge a Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, através do fundador Reverendo Eduardo Carlos Pereira, que rompia com a denominação que havia se maculado totalmente com a Maçonaria.


1910 – Nasce a Congregação Cristão no Brasil através de seu fundador Louis Francescon.


19/11/1910 – Chegam a Brasil Daniel Berg e Gunnar Vingren


1911 – Celina Albuquerque é a primeira brasileira a receber o Poder do Espírito Santo num avivamento que estava rompendo no mundo todo desde Los Angeles – USA.


18/06/1911 – Nasce a Missão da Fé Apostólica (que em 11/01.1918 passa a se chamar Assembléia de Deus).


1925 – 15 de Julho nasce a Igreja Evangélica Holiness do Brasil, com a chegada do missionário japonês Takeo Monobe, dando início ao trabalho de visitação e evangelização no estado de São Paulo. Em 1926 na rua Conde de Sarzedas – São Paulo, no bairro da Liberdade nasce a primeira igreja que torna-se um quartel general da denominação. Com este grupo chegaram ao Brasil o casal Itioka, missionários, pais da Apóstola Neuza Itioka.


1947 – Oswaldo Aranha, Secretário Geral da ONU eleito, presidiu a Assembléia Geral em 16 de Setembro , dia em que foi aprovada a partilha do que se chamava na época pelos ingleses de Palestina, para que em 14 de Maio de 1948, ressurgisse depois de quase dois mil anos um estado judeu na Terra de Israel. Em razão de ter dado uma pátria ao povo judeu, seu nome tornou-se uma lenda em Israel, e a gratidão ao povo brasileiro conhecido de todos os judeus.


“ABENÇOAREI OS QUE TE ABENÇOAREM”... (Gên. 12:3)


1951 – Nasce em 15 de Novembro a Igreja do Evangelho Quadrangular, através do Missionário Harold Edwin Willians, fundada na cidade de São João da Boa Vista – SP.


1955 – Nasce a Igreja Evangélica Pentecostal O Brasil para Cristo, através do Missionário Manoel de Melo.


O missionário Manoel de Melo tem uma visão em que Jesus lhe dá ordens para começar no Brasil um movimento de reavivamento denominado: O BRASIL PARA CRISTO.


1958 – José Rego do Nascimento, pastor Batista batizado no Espírito Santo e um grupo de irmãos, são impedidos de entrar no salão de cultos da Sexta Igreja Batista de Belo Horizonte, que, mais tarde, ficaria conhecida com a Igreja Batista da Lagoinha. Todas as portas foram fechadas com cadeados novos, fato que ficou conhecido como “Operação Cadeado” e foram então para a primeira sede provisória quando iniciaram um crescimento explosivo, pelo frescor do derramar do Espírito Santo.


Através de outros líderes importantes entre os batistas, como Enéas Tognini, surge então uma nova denominação chamada de Igreja Batista Nacional. Deus usa de forma extraordinária a vida do Pastor Tognini entre os presbiterianos, metodistas e congregacionais e então os irmãos passaram a ser conhecidos como “renovados”, no que ficou conhecido como o grande derramar carismático nas igrejas tradicionais.


1962 – Nasce em 3 de Junho, na cidade de São Paulo – SP, a Igreja Pentecostal Deus é Amor, através do Missionário David M. Miranda.


1963 – Nasce em 12 de Julho a Igreja Unida através do Pastor Luiz Schiliró. Fundada na cidade de São Paulo, através da fusão das Igrejas: Cristã Pentecostal de Evangelização e Cura Divina “Maravilhas de Jesus”, Igreja Evangélica do Povo e Igreja Cristã Evangélica Unida.


1964 – Nasce em 9 de Junho a Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus, através do Apóstolo Doriel de Jesus, que passa a ser denominada “Casa da Bênção”.


1967 – Nasce em 5 de Janeiro a Igreja Metodista Wesleyana, através de vários pastores que aderiram ao movimento de renovação pentecostal.


1972 – O pastor Márcio Roberto Vieira Valadão assume o pastoreio da Igreja Batista da Lagoinha e através de seu pastorado, a igreja se fundamenta para um grande crescimento interno e um grande alcance missionário.


Surge neste mesmo ano o movimento das Comunidades Evangélicas, que geram um impacto extraordinário na adoração congregacional, revolucionando a hinologia da Igreja Cristã Brasileira. Destacamos deste período tão frutífero as Comunidades da Graça, da Zona Sul, de Porto Alegre, e de Goiânia de onde nasceria a Igreja Sara Nossa Terra. Alguns dos maiores expoentes na adoração deste período foram Ademar de Campos, Gerson Ortega, Asafe Borba, Bené Gomes, com o ministério Koinonia.


1977 – Nasce em 9 de Julho a Igreja Universal do Reino de Deus através do Bispo Edir Macedo e Romildo R. Soares (R.R. Soares), fundada na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Infelizmente décadas depois de sua fundação, por escândalos financeiros e práticas não cristãs, a “Igreja” que alcançou milhares de pessoas, tornou-se também motivo de escândalo e críticas à todos os cristãos no Brasil.


1980 – Nasce a Igreja Internacional da Graça de Deus, através do Missionário RR Soares (Romildo Ribeiro Soares).


1982 – Chega em Santarém para pastorear a Igreja da Paz (Central), que ser tornaria uma referência nacional de crescimento numérico, o Pastor Abe Huber, filho de missionários norte-americanos, compositor, músico e líder de Adoração, tornou-se um líder muito amado e respeitado, por sua palavra madura e desafiadora sobre o discipulado. Em 1993, quando conheceu a Igreja em Células, passou a experimentar um crescimento que tenta ser estudado e reproduzido em muitos lugares do Brasil.


1986 – Nasce a Igreja Apostólica Renascer em Cristo, através do Apóstolo Estevam Hernandes, na cidade de São Paulo.


1987 – Nasce a Igreja Luz para os povos, pastoreada pelo Apóstolo Sinomar Fernandes da Silveira e sua esposa Elizabeth. Uma igreja que tornou-se uma referência implantando congregações em todo o Brasil e em muitos lugares do mundo todo.


1988 – Nasce o Ágape Reconciliação, ministério de Libertação e Cura Interior, que tornou-se um dos maiores QG´s de guerra espiritual estratégica e conquistas de cidades, com a preparação de líderes e a restauração de igrejas em todo o território brasileiro. Ministério fundado e dirigido pela Apóstola Neuza Itioka, filha de Missionários japoneses, ela torna-se uma referência nacional e internacional. Com a palavra de ordem: “Uma Igreja curada, uma Nação Restaurada” ela e sua competente equipe vêm consolidando ainda mais seu trabalho, de ser uma Bênção ao Brasil e à todas as nações da Terra.

 

1992 – Nasce em fevereiro a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, através dos Bispos Robson e Maria Rodovalho, fundada na cidade de Brasília – DF.
 

Em 02 de abril, nasce a CCJ - Comunhão Cristã nos Jardins, igreja pastoreada pelo Apóstolo Arles, que em pouco tempo se converte numa porta para que algumas das figuras mais proeeminentes do Evangelho nas Nações viessem ao Brasil para liberarem do frescor de Deus sobre a nossa nação. Foi este o lugar que Deus escolheu para que no ano de 2001, os primeiros apóstolos fossem reconhecidos em nossa nação.

Nasce a Primeira Igreja Batista da Restauração, em Manaus, que viria a ser conhecida como MIR (Ministério Internacional de Restauração), dirigida pela Apóstolo Renê Terranova, que a partir do momento em que conheceu a Igreja em Células, no Modelo do Governo dos 12, experimentou uma mudança radical em sua vida, e transformou-se num importante líder nacional, dando cobertura para centenas de outros apóstolos que ele reconheceu na nação.

 

1993 – Nasce a Igreja Batista das Nações, fundada pelo Apóstolo Francisco Nicolau e pela Profetiza Vanda Nicolau, com o chamado para edificar para Deus “Uma Casa Grande e Maravilhosa”.

Nasce o “Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos do Estado de São Paulo", fundado pelo Pastor Jabes de Alencar da Igreja Assembléia de Deus do Bom Retiro.

 

28 de Março de 1994 – Nasce na sede do Ministério Palavra da Fé a Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, através da Apóstola Valnice Milhomens com a vocação: “Sai de Roma e volta para Jerusalém!”.


1998 – O ministério de Adoração Diante do Trono da Igreja Batista da Lagoinha, grava seu primeiro CD, liderado por Ana Paula Valadão, filha do Pastor Márcio Valadão.

Nasce a Igreja Mundial do Poder de Deus, fundada pelo Apóstolo Valdemiro Santiago, (ex-bispo), da Igreja Universal.

Desde o final do ano de 1998, através de pessoas como Lawrence Kong (de Singapura), e Cesar Castalhanos, A Igreja no Brasil é inflamada em muitos ministérios pelo mover da Igreja, que devia atuar em pequenos grupos e em grandes reuniões de celebração, com base nos primórdios da Igreja em Jerusalém e através do Governo dos 12. Líderes expressivos da nação como Valnice Milhomens, Sinomar Silveira, Márcio Valadão e René Terranova, além de outros tantos, tornam esta visão amplamente conhecida em toda a nação.

O final do Século XX, é marcado com um grande derramar de palavras e revelações sobre a restauração apostólica.


2000 – Nasce a Bola de Neve Church, sobre uma prancha de surf, com o Apóstolo Rinaldo, (o Ap. Rina), juntamente com outros líderes iniciam uma igreja que em poucos anos alcança o respeito nacional com igrejas implantadas e líderes maduros em quase todas as capitais brasileiras além de muitas obras missionárias em outros países.

Nasce em janeiro de 2000 a Igreja Apostólica Betlehem, através do Apóstolo Paulo de Tarso e sua esposa profetiza Karla Tanaka Fernandes. Uma Casa do Pão para todos os povos.

2001, através do Apóstolo Rony Chaves de Costa Rica, os primeiros apóstolos que não se auto-intitularam “apóstolos”, são ungidos e comissionados pela Igreja Brasileira para uma grande onda de Transformação que se inicia sobre toda a nação. São estes: Valnice Milhomens, Jesher Cardoso, Arles Marques e o profeta Mike Shea.


Deus começou a mover líderes respeitados entre as nações, como Peter Wagner, Harold Caballeros, Rony Chavez, George Otis Jr., Chuck Pierce e Cindy Jacobs, para se aliançarem com a liderança da Igreja no Brasil, com o alvo de que as palavras proféticas todas que foram lançadas sobre esta nação venham a cumprir-se.


Desde o primeiro ano do Séc. XXI, através do Apóstolo Harold Caballeros, da Guatemala, e dos Apóstolos Neuza Itioka e Ronaldo Farias (brasileiros), têm inicio uma série de cinco conferências proféticas, que são realizadas em cinco estados diferentes da nação e que se tornam as pedras fundamentais do Movimento de Restauração Apostólica e Profética da Igreja de Cristo no Brasil.


2002 – Depois de recebermos palavra profética de Cindy Jacobs, profetiza norte-americana, de que deveríamos jejuar para que a crise que abalava a Argentina não viesse para o Brasil, se inaugurou um jejum nacional de 40 dias e já nos primeiros dez dias todos foram surpreendidos com respostas extraordinárias como: o Brasil passa a ser visto como um local mais seguro para investimentos estrangeiros; há uma clara procura de capital exterior por investimentos no Brasil e isso passa a gerar um superávit, inesperado. Uma reforma tributária passa a ser discutida e o Brasil começa a diversificar suas exportações, conquistando mercados onde jamais havia negociado.


Neste mesmo período os Apóstolos recém comissionados lideraram uma Unção nacional nas cidades, praias e fronteiras do Brasil, com um sinal de cura do Espírito Santo sobre a nossa Terra.

 

2005 – Pela primeira vez na história da nação brasileira, houve mais adoração para o Deus Vivo do que celebrações da festa da carne, o Carnaval. Os apóstolos Dawidh Alves e Paulo de Tarso, se juntaram a outros pastores e líderes de muitas igrejas, com apoio dos Apóstolos Arles Marques, Neuza Itioka e Mike Shea, para produzirem adoração ao Nosso Deus por mais de cem horas ininterruptas e realizarem no Ginásio do Pacaembú (local onde se iniciou o Carnaval de rua de São Paulo), a 1ª SANTA CONVOCAÇÃO. Há cada ano mais e mais cidades no Brasil e na América latina têm se juntado a este desafio enorme de dar a Deus a Glória devida ao Seu Maravilhoso Nome, nesta guerra de altares.


No dia 07 de Março de 2005 no hotel Pestana, na cidade de São Paulo, reuniram-se cerca de 45 apóstolos e profetas, que até aquela data haviam sido reconhecidos por suas igrejas locais e contavam já com um reconhecimento nacional, para que nascesse o CONSELHO APOSTÓLICO BRASILEIRO, com o chamado para serem uma Voz Apostólica e Profética para a Nação Brasileira e para servirem de cobertura à Igreja de Cristo no Brasil.


2010 - O Pastor Silas Malafaia, conhecido pelo programa de Televisão Vitória em Cristo, assume a presidência da Igreja Assembléia de Deus da Penha, que passa a se chamar Igreja Assembléia de Deus Vitória em Cristo.


2011 – Na cidade de São Paulo, na sede da Igreja Bola de Neve (no Antigo Olympia), O Conselho Apostólico Brasileiro, retomou as Conferências Proféticas que ocorreram entre 2001 e 2005. Num mover absolutamente extraordinário de Deus, um novo início foi dado ao Movimento Apostólico, agora, com dez anos de experiência, com mais maturidade depois de muitos erros, pelo orgulho por falta de entendimento, se entende ser um momento de maturidade para a Igreja Brasileira, que não pode tornar-se uma igreja de pessoas não-praticantes, a exemplo de outras nações, e para isso, é necessário todo o esforço coletivo, par que Deus novamente acenda a Sua Igreja.


2012 – Nos últimos dias de 2012, desafiados pelo Apóstolo Roni Chavez da Costa Rica, um grupo de Apóstolos e Profetas brasileiros, percorreram cerca de 13 mil Kilômetros, pela nação brasileira, realizando atos proféticos, ministrando às lideranças, e principalmente intercedendo, para que as promessas que Deus tem para a Igreja Brasileira se cumpram.

2013 – Conferência Profética de Curitiba – QUE A GLÓRIA DE DEUS ENCHA TODA A TERRA.

 

Conselho Apostólico Brasileiro

www.conselhoapostolico.com.br

Voltar

Pesquisar no site

© 2020 Todos os direitos reservados a MAVEC.

Missão Apostólica Vida em Cristo